Notícias

Estudo aponta que alimentos ricos em flavonoides protegem contra o Alzheimer


Um novo estudo publicado no American Journal Of Clinical Nutrition apontou que o consumo regular de alimentos que contém flavonoides, substâncias naturais presentes em frutas, verduras e cereais, como maçã, brócolis, nozes, além de alguns tipos de chás, reduz o risco de desenvolver Alzheimer.


O estudo avaliou a ingestão de seis tipos de flavonoides, que contém propriedades anti-inflamatórias e que ajudam a preservar a saúde do cérebro, em 2.801 adultos, por quase 20 anos, para verificar como a alimentação saudável pode ajudar na redução do risco de apresentar a doença.


Foram utilizados questionários sobre os hábitos alimentares de cada voluntário a cada quatro anos. No início, O grupo de voluntários tinha média de 59 anos e seus participantes não possuíam Alzheimer ou doenças relacionadas.


Após anos de estudo, os pesquisadores concluíram que os voluntários que consumiram as maiores quantidades de flavonoides tiveram 80% menos chances de desenvolver o Alzheimer em relação aos voluntários que tinham quantidades baixas desses nutrientes em sua alimentação.


Com análise em três tipos específicos de flavonoides, aqueles que consumiram mais antocianinas (presentes em frutas e vegetais como a maçã, açaí e a cebola-roxa) tiveram cerca de 80% menos chances de desenvolver a doença. Quem consumiu a maior quantidade de flavonol (presente em frutas e vegetais como a maçã e a cebola) apresentou aproximadamente 50% menos chance. E os voluntários que consumiram a maior quantidade de flavonoides poliméricos (presente em maçãs e chás) tiveram quase 46% menos chances.


Para a pesquisa alta ingestão desses nutrientes equivale a 7,5 xícaras de chá de frutas, mais de 6 maçãs ou beber mais de 19 xícaras de chás – como o verde, o branco ou o preto – por mês. Já o baixo consumo corresponde a quantidades nulas destes nutrientes ou a ingestão de pouco mais de uma maçã ou uma xícara de chá no período de 30 dias.


O resultado final contou com 193 voluntários que desenvolveram doenças relacionadas ao Alzheimer, sendo que 158 o próprio Alzheimer.


A conclusão do estudo aponta então que adicionar alimentos que contém flavonoides, como a antocianinas, flavonol e flavonoides polímeros, em qualquer idade, pode ser benéfico para saúde do organismo e do cérebro.


Os flavonoides podem ser encontrados em frutas como morango, romã, uva, maçã, e framboesa entre outras frutas com coloração avermelhada; nos vegetais como brócolis, espinafre, couve e cebola. nos cereais e sementes como nozes, soja, linhaça, além de estarem presentes em bebidas como no vinho tinto, chás, café, cerveja e até no chocolate e no mel.


https://www.ativo.com/nutricao/alimentos-flavonoides-protegem-alzheimer/


« Voltar